Home Contec Online Banco do Brasil e Caixa ameaçam deixar a Febraban

Banco do Brasil e Caixa ameaçam deixar a Febraban

0
693

Como consequência de uma crise que se desenrola nos bastidores da Febraban há uma semana, o Banco do Brasil e a Caixa estão ameaçando sair da entidade criada em 1967 para representar o setor bancário — e da qual os dois bancos públicos estão entre os fundadores.

O motivo é um manifesto, capitaneado pela Fiesp, que deverá ser publicado nos jornais brasileiros nos próximos dias, assinado por cerca de cem entidades de classe dos setores financeiro e industrial.

Intitulada “A praça dos Três Poderes”, a declaração afirma que “as entidades da sociedade civil que assinam esse manifesto veem com grande preocupação a escalada de tensões e hostilidades entre as autoridades públicas”.

Mais: “O momento exige serenidade, diálogo, pacificação política, estabilidade institucional e, sobretudo, foco em ações e medidas urgentes e necessárias para que o Brasil supere a pandemia, volte a crescer, gerar empregos e assim reduzir as carências sociais que atingem amplos segmentos da população”

Durante os últimos dias, houve uma intensa troca de mensagens e telefonemas. Os dirigentes da Caixa e do BB tentaram que a Febraban não chancelasse o texto. Insistiram que o o.k. da entidade ao texto seria visto como uma manifestação política contra o governo Bolsonaro.

Em vão. Ontem, houve uma votação na entidade e foi aprovada a participação da Febraban. Entre os bancos que votaram a favor, Bradesco, Itaú, Credit Suisse, JP Morgan, BTG, Safra, Santander e muitos outros.

Tanto o ministro Paulo Guedes, quanto o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e Jair Bolsonaro estão acompanhando o imbroglio e apoiam a decisão de saída da Febraban. Guedes, a propósito, está irritado com a possibilidade da publicação do manifesto. Avalia que é uma crítica à política econômica.

Em resumo, assim que o manifesto sair nos jornais, a Caixa e o BB darão bye bye à Febraban.

Fonte: O Globo

Sugestão

BNB e Caixa pagam PLR nesta sexta (10)

Atendendo a reivindicação do movimento sindical, a Caixa Econômica Federal informou que an…